portes
Portes grátis

para compras > 50€

Entrega dia útil seguinte
em Portugal Continental

Secure Faça compras
em segurança
mbway
visa
paypal
mb
shopp
0 produtos
  • home
  • Oportunidades
  • search

Ficha do produto

PROSTAVIT BIONAL

Código: 7375584 - Suplementos - Fitoterapia

Embalagem de 90 cápsulas.

21.00€  / 19.95€

IVA de 23 % incluído.


Quantidade Quant.

Informação resumo

O cuidado natural para a próstata. Prostavit é um suplemento alimentar à base de zinco, óleo de sementes de abóbora, palmeto e raiz de urtiga. A fórmula de Prostavit torna-o num excelente produto para o homem a partir dos 40-50 anos.


Informação geral

PROBLEMAS DE PRÓSTATA?

ENTÃO, PROSTAVIT É UMA OPÇÃO!

A partir dos 40-50 anos, os problemas provocados pelo aumento da próstata começam a afetar uma grande parte dos homens. Dificuldades em urinar e acordar várias vezes durante a noite para ir à casa de banho são apenas os primeiros sintomas de que algo pode estar mal. E à medida que o desconforto aumenta a capacidade de aproveitar os dias diminui. E isto não é opção.

Opte sim por PROSTAVIT, um suplemento alimentar à base de zinco, óleo de sementes de abóbora, palmeto e raiz de urtiga que ajuda a melhorar o funcionamento da próstata e a reduzir o conforto urinário, o que se reflete na forma como volta a viver o dia-a-dia.

UMA OPÇÃO NATURAL DE CONFORTO MASCULINO

PROSTAVIT é um suplemento alimentar natural à base de ingredientes como zinco e urtiga, que auxiliam a reduzir os sintomas associados à hiperplasia benígna da próstata, o que se traduz numa menor frequência de micção e noctúria. As sementes de abóbora, o palmeto e beta-sitosterol, ajudam a aumentar o fluxo da urina; O chá de java e equinácea, atuam na proteção contra a inflamação do trato urinário; E o magnésio auxilia na nutrição geral da glândula prostática. A fórmula de PROSTAVIT torna-o num excelente suplemento alimentar para o homem a partir dos 40-50 anos, nomeadamente ao nível da próstata e do funcionamento urinário.

Modo de Utilização:

Tomar 1 cápsula 3 vezes ao dia com água, durante um mês. Depois tomar 1 a 2 cápsulas por dia.


Composição

As cápsulas de Prostavit® contêm os seguintes princípios activos:

428 mg Óleo de sementes de abóbora (Cucurbita pepo) 100 mg Extracto de urtiga (Urtica dioica) 50 mg Extracto de chá-de-Java (Orthosiphon stamineus) 2,5 mg Extracto de frutos de palmeto (Serenoa repens) 20 mg Extracto de raiz de equinácea (Echinacea pallida) 60 mg Beta-sitosterol 23 mg Gluconato de zinco (Zn 4 mg) 66 mg Óxido de Magnésio (Mg 38 mg) Outros ingredientes: Vitamina E, Gelatina, Glicerol, Sorbitol, Dióxido de titãnio, Riboflavina, Beta-caroteno, Óleo de soja, Lecitina, Cera de abelha, Glucitol e Dióxido de silício.


Informação Complementar

Produto testado em ensaio clínico*:

Volume de urina retida = menos 83% em 8 semanas Volume da próstata = diminuiu cerca de 10% em 8 semanas Frequência de micção noturna = menos 36% Qualidade de vida = diminuiu de 4,3 para 2,1, parâmetro avaliado através de uma escala qualitativa entre 0 (muito boa) e 6 (muito má).



*estudo realizado na Universidade de Medicina de Kaunas, na Lituânia, sob a direcção do Dr. A. Radavicius.



OS CONSTITUINTES:

Óleo de sementes de abóbora (Cucurbita pepo): O óleo de sementes de abóbora contém ácidos gordos que actuam sobre a próstata. Os esteróis Delta7 têm um efeito antiandrogénio mediante a saída em massa de dihidrotestosterona (DHT) dos receptores de androgénios e, como consequência, inibem o aumento de volume da próstata. Um produto natural contendo extracto de sementes de abóbora foi testado acerca da sua segurança e uso terapêutico em 2245 pacientes com HBP nas fases 1 e 2 de Alken. Num prazo de 12 semanas os sintomas urinários descritos pela IPSS (Graduação Internacional de Sintomas de Próstata), em conformidade com a Associação Americana de Urologia, foram reduzidos em cerca de 41,4%. Mais de 96% dos pacientes não manifestaram efeitos secundários não desejados (7). O mesmo produto foi testado durante 12 meses, num estudo clínico duplo-cego, randomizado e controlado por placebo, em 476 pacientes e, mais uma vez, os sintomas descritos por IPSS melhoraram 5 pontos em 65% dos pacientes. O uso de sementes de abóbora diminui significativamente a frequência de micção, o volume de urina residual e a noctúria. Não foram descritos, até à data, efeitos secundários. Urtiga (Urtica dioica): Em Prostavit® são utilizados extractos de raiz de urtiga. Estudos farmacológicos mostram que o extracto da raiz de urtiga promove alterações significativas nas células, em casos de adenomas da próstata, possivelmente devido à capacidade inibitória de SHBG demonstrada pelo extracto. Estudos clínicos mostram um decréscimo de 50% da noctúria e um incremento de 44% no volume de micção. Uma redução significativa do volume da próstata foi observada num estudo aberto com 253 pacientes com HBP, depois da toma de 1200 mg de um extracto de urtiga, durante 12 semanas. Mais de 16000 pessoas foram tratadas com extracto de urtiga, em estudos clínicos. A ESCOP (Associação Científica Europeia de Fitoterapia) recomenda o uso de raiz de urtiga para o tratamento dos sintomas associados a distúrbios da micção . Chá-de-Java (Orthosiphon stamineus): Os principais componentes das folhas e extractos de Orthosiphon stamineus são polifenóis farmacologicamente activos: flavonóides polietoxilados e derivados do ácido cafeico. A planta contém ainda um elevado índice de potássio. As folhas de chá-de-Java são conhecidas pelo seu efeito diurético. Em estudos pré-clínicos, observou-se um aumento do fluxo urinário, bem como a secreção urinária de sódio. Outra propriedade atribuída a esta planta é a acção antibacteriana, devida aos derivados do ácido cafeico. A ESCOP recomenda o uso de chá-de-Java para a irrigação do tracto urinário, especialmente em casos de inflamação. Equinácea (Echinacea pallida): Existem mais de 350 estudos, realizados nos últimos 50 anos, nos quais é demonstrada a eficácia da equinácea, especialmente os seus efeitos imunoestimulantes. Os seus usos, descritos em estudos clínicos, incluem terapias de apoio a infecções no tracto urinário. Palmeto (Serenoa repens): Os frutos de palmeto possuem como compostos activos ácidos gordos e fitosteróis, como o beta-sitosterol. Os ácidos não gordos presentes na fracção saponificável inibem a 5-alfa-redutase, enzima que cataliza a conversão de testosterona em dihidrotestosterona. Tanto em estudos abertos como clínicos, observou-se uma redução dos sintomas associados à HBP. A OMS declara que o seu uso atenua os sintomas associados a HBP. Beta-sitosterol: O beta-sitosterol é o principal fitosterol presente nas plantas superiores. Uma revisão sistemática dos estudos que incidiram sobre a utilização de beta-sitosterol em sintomas urinários e medidas de fluxos urinários em homens com HBP, concluiu que os beta-sitosteróis não glicósidos melhoram os sintomas urinários e as medidas de fluxo urinário. Zinco e Magnésio: Em comparação com outros órgãos, a próstata humana caracteríza-se pelo seu elevado conteúdo em zinco e magnésio. Estes minerais desempenham um importante papel na activação de enzimas. A principal função da próstata é acumular e secretar elevados níveis de citrato. A próstata acumula zinco nas células epiteliais, as quais produzem citrato. O zinco actua evitando a oxidação do citrato formado e inibe o crescimento celular.



Produtos relacionados

TOP